Campeonato de Portugal de Ralicross arranca este fim de semana

Campeonato de Portugal de Ralicross arranca este fim de semana

105
0
COMPARTILHE

O Euricircuito de Lousada recebe no próximo fim de semana, 6 e 7 de abril, a ronda de abertura do Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy 2019.
Um campeonato que promete ser um dos mais competitivos dos últimos anos a avaliar pela qualidade das máquinas e número de pilotos inscritos que vêm comprovar a grande vitalidade que a modalidade goza atualmente, como referiu Armando Fidalgo, diretor da FPAK, aquando da cerimónia de apresentação do campeonato: “mantemos a confiança na equipa que, prova a prova, vai estar no terreno, assim como nos nossos associados e na sua competência, para fazer com que a regulamentação e as provas decorram de acordo com aquilo que todos nós desejamos. Estou certo que este ano o crescimento da modalidade será maior que na época passada”.
A grande novidade para a edição deste ano tem a ver com o aumento do número de provas que agora passam a oito (duplas passagens por Lousada, Montalegre e Sever do Vouga, mais as provas de Mação e castelo Branco. A estas há ainda a juntar mais uma edição da Taça de Portugal que este ano terá lugar em Mação em finais de outubro.
Outro dos objectivos para a época é a captação de novos pilotos e assim são criadas duas competições dentro dos respetivos campeonatos: no Kartcross nasce o troféu ‘Rookie’, para todos os que se iniciam na modalidade e nos Super Buggy a possibilidade de alinharem ao volante de SSV’s. Em 2019 é também de prever que nasça a categoria Open, destinada a veículos que não se enquadram na actual regulamentação.

Este ano a Super 1600 promete mais emoções com máquinas ainda mais evoluídas.
O campeão, o paredense, João Ribeiro mantém-se fiel ao “velhinho” Saxo

Ao início da semana a lista de inscritos ultrapassava já as sete dezenas de inscritos com forte presença para pilotos lousadenses em duas das categorias que mais emoções proporcionaram na temporada passada: A Super 1600 e a A 1600. Ao todo são 13 pilotos de Lousada que integram estas duas divisões, mais 3 nos Kartcross.
Mas, as atenções mais uma vez vão estar centradas na categoria dos Super 1600, aquela que tem granjeado a designação de “Classe Rainha” e este ano está ainda mais majestosa, pois ganhou em número de participantes que se reforçaram com máquinas ainda mais evoluídas. Esse não é o caso do campeão em título, o paredense João Ribeiro, que voltará a competir com o “velhinho” mas fiável Citroen Saxo. Já o conterrâneo André Sousa vai apresentar-se com um novo Ford Fiesta, passando o seu irmão Rogério Sousa a integrar esta categoria ao volante do Peugeot 207.

Os lousadenses Pedro Tiago (Divisão A 1600) e Joca Gonzaga (Kartcross) vão defender os títulos conquistas em 2018

Entre os pilotos lousadenses nesta divisão mantêm-se José Queirós com o Peugeot 206 e Joaquim Machado e António Sousa, ambos com os novos Peugeot 208. Há ainda a registar dois regressos: o de Hélder Ribeiro com o seu Citroen C2 e o de José Dias, que depois de sagrar-se campeão em 2017 na A 1600 e um ano sabático, vai fazer a estreia nesta categoria aos comandos de um Renault Twingo.
Se na Super 1600, os lousadenses marcam forte presença, na A 1600 estão em clara superioridade. Dos 12 pilotos inscritos, oito vão correr em casa. O campeão em título, Pedro Tiago, volta a ter a companhia do clã Sousa (Benjamim, Vítor e Américo), de Luís Morais, Leonel Sampaio e Tiago Ferreira, juntando-se agora Avelino Martins que irá fazer a estreia nesta competição, ele que já competiu na velocidade, no campeonato FEUP.
Lousada também estará representada nos Kartcross e ao mais alto nível, pois Jorge Gonzaga, campeão em título, vai procurar conquistar o bicampeonato. Em pista Joca vai encontrar mais dois conterrâneos, Tiago Freitas e Luís Mendonça.
A grande novidade desta categoria é a presença de cinco pilotos espanhóis que irão integrar o campeonato luso.
Estão reunidas todas as condições e agora é só esperar que S. Pedro colabore para que a pista da Costilha seja palco de mais uma grande festa dos desportos motorizados.
O preço do bilhete para os dois dias é de 10 euros e como já é tradição as mulheres entram à borla.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA