Três detidos por comércio ilegal de espécies protegidas em Paços de Ferreira

Três detidos por comércio ilegal de espécies protegidas em Paços de Ferreira

19
0
COMPARTILHE

O Comando Territorial do Porto, através da Secção de Proteção da Natureza e Ambiente do Porto, no dia 14 de julho, deteve dois homens, de 45 e 52 anos e uma mulher, de 58 anos, pelo crime de comércio ilegal de espécies protegidas, no concelho de Paços de Ferreira.

No âmbito de uma operação na feira semanal de Paços de Ferreira, foram fiscalizados dois veículos que se destinavam ao comércio de aves, tendo os militares apurado que os dois homens vendiam ilegalmente espécies protegidas. Foi também fiscalizada uma loja de comércio de venda de animais, onde a proprietária praticava a venda ilegal de espécies protegidas. No total, foram apreendidas: 13 espécies de milheiras/chamarizes (Serinus serinus); 11 espécies de pintarroxo (Carduelis canabina); Quatro espécies de verdilhões (Carduelis chloris); Quatro espécies de tentilhões (Serinus serinus); Uma espécie de gaio (Garralus glandarius); 16 espécies de pintassilgos (Carduelis carduelis); Três caixas transportadoras com rede; 39 caixas de transporte de aves; Quatro gaiolas de transporte de aves e Duas viaturas.

Durante a mesma ação de fiscalização, foram levantados quatro autos de contraordenação, dois por uso de medicamentos de uso veterinário sem autorização, um por venda em feira de animais de companhia sem licenciamento e outro por venda em feira de animais de companhia sem cartão de vendedor ambulante.

As espécies apreendidas, bem como o material de transporte das mesmas, foram entregues no Parque Biológico de Gaia, para serem observados e posteriormente serem restituídos à liberdade.

A operação de fiscalização contou com a colaboração de inspetores do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, de militares do Destacamento Territorial de Felgueiras e do Destacamento de Intervenção do Porto.

Os detidos foram presentes, ontem, 15 de julho, a 1.º interrogatório no Tribunal da Comarca de Paços de Ferreira, para aplicação de medidas de coação.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA